Data: 20130606
Fonte: Revista Geração Sustentável
Projeto: Disputa de Casas
Link: http://revistageracaosustentavel.blogspot.com/2013/06/sabesp-e-sagarana-comunicacao-promovem.html

SABESP E SAGARANA COMUNICAÇÃO PROMOVEM CAMPANHA PIONEIRA PARA INCENTIVAR O USO CONSCIENTE DA ÁGUA

Primeira edição da ‘Disputa de Casas’ será realizada em São Roque, no interior de São Paulo, de maio a agosto de 2013

A Sagarana Comunicação uniu a Sabesp, a Brastemp e a Finish em uma campanha para engajar pessoas na luta contra o desperdício de água. Juntas, as empresas apresentam a Disputa de Casas, campanha pioneira no Brasil desenvolvida para estimular os moradores de residências a utilizarem a água de maneira consciente, por meio da reeducação de novos hábitos de consumo, e premiando ao final os participantes mais engajados na causa. A campanha pretende mostrar como o uso inteligente da água, aliado às novas tecnologias, pode economizar também tempo e dinheiro.

“A falta de orientação sobre como é possível cumprir as atividades diárias que envolvem o uso racional da água sem comprometer a higiene é a grande responsável pelo pouco engajamento das pessoas. Daí surgiu a ideia de trazer estímulos que realmente tenham impacto na vida delas. Ao longo da campanha iremos desenvolver um paralelo entre a economia de água e a economia financeira, assim como incentivar uma competição saudável entre os envolvidos”, comenta Guilherme Stella, sócio-diretor da agência Sagarana Comunicação.

São Roque foi escolhida para sediar a primeira edição do projeto por ser uma cidade de pequeno porte (79 mil habitantes), o que contribui para o engajamento, e por estar localizada a apenas 60 quilômetros da capital paulista, cidade que deve receber a campanha ainda em 2013.

MECÂNICA DA DISPUTA

Os moradores de São Roque poderão se inscrever para participar da Disputa de Casas pelo site até 28 de maio. Os participantes passarão por um processo completo de reeducação. Eles serão submetidos a workshops e eventos educativos onde o tema central será a utilização inteligente de água. Para ajudar na economia do dia a dia, os participantes também receberão cartilhas e adesivos com informações motivacionais. Além disso, mensalmente, acontecerão visitas realizadas pelos promotores da campanha para ajudar os participantes na manutenção dos novos hábitos de consumo.

Também serão feitas medições periódicas das casas participantes nos meses de junho e julho de 2013, período de apuração da campanha, para que os moradores possam acompanhar  sua performance ao longo da ação.

“Esse acompanhamento será essencial para que os participantes possam tomar novas medidas caso o consumo em suas residências ainda esteja alto. A Disputa de Casas é uma campanha única, pois a cidade economiza água e os moradores poupam dinheiro, portanto Independente do resultado todos são vencedores”, incentiva Mario Eduardo Affonseca Pardini, Superintendente da Sabesp – Unidade Médio Tietê.

PREMIAÇÃO

O resultado oficial levará em consideração o consumo das residências nesses meses em comparação com o seu consumo no mesmo período de 2012.

Ao final, as 100 residências que mais se engajarem e economizarem serão premiadas com uma máquina lava-louça da Brastemp e detergente Finish por um ano, cedidos pelos respectivos patrocinadores da campanha.

A lava-louças foi escolhida como premiação por ser um utensílio economizador que pode diminuir o consumo de água em até 6 vezes se comparado com a lavagem manual. “Após a campanha, esperamos que a repetição dos novos hábitos se tornem perenes na vida de todos os participantes, o que se será um enorme benefício para eles e para o planeta”, comenta Renato Guiderolli, gerente da Finish.

TECNOLOGIA QUE FAZ A DIFERENÇA

A cozinha é o segundo ambiente da casa com maior consumo de água (o equivalente a 10%), por isso o uso da lavadora de louça com tecnologia economizadora pode ser fundamental para que a redução do desperdício realmente aconteça.

Um estudo da Universidade de Bonn, na Alemanha, mostrou que a reeducação de hábitos, somada às novas tecnologias, pode diminuir o consumo de água de uma residência em até 80%. Segundo a pesquisa, são necessários cerca de 100 litros de água para lavar 140 peças de louça manualmente, já em uma lava-louças gasta-se apenas 15 litros, um consumo de água quase seis vezes menor.  Levando em consideração o consumo médio de água gasto para a lavagem das louças por um dia inteiro, em um ano seria possível economizar, somente com este eletrodoméstico, em média 74 mil litros, o suficiente para abastecer mais de sete caminhões pipa.

“As novas tecnologias são indispensáveis para aqueles que buscam economia de água e qualidade de vida. As lava-louças, por exemplo, economizam cerca de 300 horas de trabalho manual por ano para seu usuário, além de oferecerem uma lavagem mais eficiente, higienizando as louças por conta da água quente, que chega a cerca de 70 graus”, explica Armando Valle, vice-presidente de Relações Institucionais, Sustentabilidade, Consulado da Mulher e Unidade de Negócios Manaus da Whirlpool Latin America.

Sagarana Comunicação